Você conhece a história do Buda de Ouro? Parece enredo de cinema, mas isso realmente aconteceu, apesar de não haver informações precisas sobre o evento.

Na Tailândia, durante a década de 1950, alguns monges estavam encarregados de transferir a imagem de Buda de argila para um templo que pudesse abrigá-lo, pois até então ele estava em um pátio, onde ficou por 20 anos.

Durante o processo de transferência, a estátua escorregou do guindaste que a movia e caiu na lama, criando várias rachaduras na imagem. Os monges assustaram-se e fugiram, pois interpretaram a queda como um mau presságio. Como se confirmasse as suspeitas dos religiosos, à noite caiu uma terrível tempestade.

Segundo a lenda, um dos monges sonhou que aquele Buda tinha sido feito por inspiração divina e, pela manhã, resolveu olhar a obra com mais atenção. Ao chegar no local onde a imagem estava tombada, ele viu entre as fendas formadas pela queda que a estrutura estava reluzindo um brilho dourado.

Curioso, o monge tirou uma lasca e percebeu que dentro da estrutura havia um brilho muito forte e resolveu pegar um cinzel e escavar a argila para ver o que estava debaixo do Buda. Ele foi escavando todas as partes e, quando terminou, ficou surpreso com o resultado. Por baixo da argila, estava escondido um Buda feito de ouro. Uma obra belíssima que atravessou séculos escondida dos olhares e que, hoje, é reconhecida como a maior estátua de ouro maciço do mundo.

Os estudiosos constataram que o Buda de ouro estava na capital de uma província tailandesa até a segunda metade do século XVIII. Neste período, houve a invasão birmanesa, o que provavelmente obrigou os monges da época a esconderem a estátua de ouro sob a argila como forma de protegê-la do saque birmanês. A obra ficou tão perfeita que, após a morte dos budistas que enganaram os invasores que, até a década de 1950, ninguém percebeu que a estátua não era originariamente feita de argila.

Moral da história

Agora você deve estar se perguntando: “mas o que isso tem a ver com a minha vida?”. E eu respondo que tem tudo a ver. Todos nós temos um tesouro escondido dentro de nós. Um ouro a ser descoberto. Muitos passam pela vida sem escavar, sem procurar a fundo aquilo que é mais valioso na vida: encontrar a sua missão.

Esta busca não é fácil. É necessário estar disposto em falhar, em ter que se levantar e passar por este processo alguma vez. Haverá dor, cansaço e muito esforço para perseverar e quebrar a argila que envolve os seus talentos. Embora muitas pessoas acreditem que nasceram para uma vida medíocre, de decepções e conformismo, isso é uma questão de escolha.

E não estou dizendo que o seu ouro signifique ganhar milhões, ter filhos, ocupar um cargo importante, ou qualquer outra coisa parecida. O seu ouro pode ser passar uma tarde em um parque e ver o pôr do sol com a pessoa que você ama, pode ser viajar. Quem tem que descobrir o tesouro é você.

Depois de identificar ele dentro de você, é hora de começar a escavar e encontrar o caminho da felicidade. Mas fique atento, a cada dia, muitas pessoas vão tentar saquear o seu ouro. Tentando tirar você do sério, desencorajar você, dizer que os seus sonhos são impossíveis.

Okay, mas como eu encontro e protejo o meu ouro?

Primeiro, é importante que você tenha muita persistência e perseverança. Depois, tome atitudes que vão te levar em direção aos seus objetivos. Leia sobre os assuntos que estão relacionados aos seus sonhos, entenda como as pessoas que já chegaram onde você quer chegar conquistaram os seus objetivos. Descubra o que você realmente gosta, o que faz o seu coração bater.

Existe muito conteúdo na internet atualmente. Há diversos cursos livres a preços muito baixos que podem te ajudar também. Se você gosta de redes sociais, pare de ficar apenas navegando na sua timeline para acompanhar a vida alheia e comece a seguir as pessoas que são referência nos assuntos que você gosta. Assista vídeos, tutoriais, palestras. Tem muita coisa no Youtube. Aqui mesmo, já publicamos um texto falando sobre sites que fornecem curtos gratuitos.

Isso que significa escavar, é ir fundo no seu interior, na busca solitária que é encontrar o seu propósito e desenvolver as suas habilidades.

Como eu me protejo dos saqueadores?

Como eu já alertei, aqueles que querem alcançar resultado fácil, mas não escavam o seu Buda, vão tentar saquear a sua energia, drenar você, te desencorajar. É aí que você deve se blindar para manter o seu estado positivo.

Mas, se mesmo assim você se abater, use algumas técnicas que vão levar apenas dois minutos para reequilibrar os seus sentimentos. Estas dicas são de Shawn Achor, professor de psicologia positiva de Harvard:

Reconheça 3 motivos de gratidão por dia

Este é um modo de fazer o seu cérebro reconhecer o lado positivo da vida. Evolutivamente, nós temos uma tendência a ver mais ameaças do que oportunidades, pois foi o fato de reconhecer perigos que permitiu a perpetuação da espécie. Ao fazer os motivos de gratidão, você vai forçar a sua mente a reconhecer os aspectos positivos da sua vida.

Escreva sobre experiências positivas que tenha tido nas últimas 24 horas

Tem a mesma mecânica da primeira dica. Mas este exercício é especialmente importante para aqueles períodos em que nada parece dar certo e nós só vemos calamidades. Ao colocar esta dica em prática, você vai perceber que ainda há coisas boas na sua vida, ajudando a superar o momento conturbado.

Pratique Exercício físico

Coloque o seu corpo em movimento. O exercício físico libera endorfina e serotonina, neurotransmissores responsáveis pela sensação de bem-estar. Mantenha uma rotina de treinamento.

Pratique a meditação

Meditar ajuda o cérebro a superar o transtorno de déficit de atenção. Acalma o espírito e a agitação no nosso cérebro. Ao manter uma rotina de meditação, em poucos dias você vai perceber uma maior capacidade de concentração nas suas tarefas, diminuindo uma hiperatividade que nos desgasta e mina a nossa habilidade de concluir projetos.

Faça atos aleatórios de gentileza

Atos conscientes de gentileza, que seja escrever um e-mail positivo para alguém, um post nas redes sociais elogiando ou agradecendo alguém, uma flor que você ofereça ou apenas uma mensagem no Whatsapp. Qualquer uma dessas ações são válidas e farão bem a você, pois elas vão criar entre você e a pessoa alvo da gentileza uma conexão, um sentimento de cordialidade e socialização, um dos traços mais importantes da nossa civilização.

Comece agora a buscar os caminhos de alcançar os seus sonhos. Fixe metas, trabalhe em sua personalidade, em seus conhecimentos, coloque em prática e lembre-se que mais importante que a velocidade, é a direção. Mas se você aliar os dois, chegar ao topo será inevitável.

Ajude outras pessoas a tirarem de dentro de si o Buda de ouro, compartilhe este texto com quem você sabe que vai adorar ler esta publicação.